Empreender no Brasil não é uma tarefa fácil, o que já começa na abertura de uma empresa. Porém, há cidades que parecem estar atentas à necessidade de proporcionar um ambiente mais favorável ao empreendedor.

Abrir uma empresa no Brasil exige muita burocracia, o ambiente de negócios é repleto de barreiras políticas.

Também, a legislação é complexa e muitas vezes coloca o empreendedor bem intencionado em situações complicadas, por simples desconhecimento de procedimentos.

Portanto, a burocracia tributária necessita, em média, de 1.958 horas/ano de trabalho das empresas brasileiras para cumprir com seus procedimentos.

E o tempo médio para abrir uma empresa no Brasil é de 20,5 dias, com a necessidade de realização de 11 procedimentos diferentes.

Assim, proporcionar um ambiente para empreender com maior agilidade e facilidade é uma necessidade vital para nossa economia e desenvolvimento.

Dessa forma, muitos municípios têm observado tal necessidade e desenvolvido projetos para acolher melhor o empreendedor.

Curitiba é um ótimo exemplo.

O que revelou o ICE?

Segundo o último Índice de Cidades Empreendedoras (ICE) da Endeavor Brasil, de 2017, Curitiba é o 4º melhor município para empreender no Brasil

Ficou atrás de São Paulo (1º), Florianópolis (2º) e Vitória (3º).

Pois considerando quesitos como ambiente regulatório, infraestrutura, mercado, acesso a capital, inovação, capital humano e cultura empreendedora, o índice do município subiu 11 posições se comparado com o levantamento anterior.

Entre os quesitos, Curitiba obteve a melhor colocação em capital humano, na 3ª colocação (atrás de Florianópolis e Vitória).

Este quesito considera a formação da mão de obra básica (na qual Curitiba ficou em 1º lugar) e mão de obra qualificada.

“Trabalhadores bem qualificados podem contribuir para aumentar o potencial de inovação da empresa no médio e longo prazo.” (Endeavor, 2017)

Porém, outro quesito merece destaque: ambiente regulatório. Isso porque, nessa avaliação, Curitiba subiu 21 posições no ranking.

“Tanto os processos burocráticos quanto a carga tributária aplicada sobre a empresa correspondem a uma parte considerável de seus custos de operação. O cumprimento dessas obrigações regulatórias demanda […]: tempo, custeio de taxas e contratação de profissionais especializados.” (Endeavor, 2017)

Também, cabe destacar que nas últimas pesquisas sobre o tema chegou-se a apontar que em apenas 4 dias é possível abrir determinados tipos de empresas no município.

Assim, com a nítida melhoria no ambiente regulatório, o que envolve o tempo de abertura de empresa, o custo de impostos e também a complexidade tributária, Curitiba vem se aprimorando para permitir um ambiente mais favorável à abertura e manutenção de empresas.

Isso sem falar de outros quesitos como “acesso a capital” e “infra-estrutura”, nos quais o município também recebeu destaque.

Dá pra fazer?

“Iniciar um negócio no Brasil não é para amadores”, mas é possível.

Porque com boa assessoria que permita planejamento e estratégia, um sonho pode sair do papel e se tornar uma realidade para desenvolvimento da economia e da sociedade.

Posts Recomendados